Programadores e Coworking: O ambiente que deu certo!

P

Muitos projetos digitais, de comunicação, de tecnologia da informação e até de marketing requerem o auxílio de programadores e servidores. Profissionais que trabalham com a lógica, o raciocínio e a criatividade, os programadores colaboram eficazmente na realização de trabalhos criativos e com atividades mais específicas de algumas empresas.

Tendo essa atenção ainda mais intensa nos últimos anos, a importância dos programadores nesses trabalhos tende a ser ainda maior. Entretanto, nem todo cliente que solicita o trabalho de um programador possui suporte ou espaço necessário para que esse profissional desenvolva suas tarefas. É aí que entra o coworking que já é uma febre aqui no Brasil.

Coworking: o que é isso?

Talvez você já deva ter ouvido falar disso ou nunca sequer ouviu essa palavra. Mas ela já é uma tendência crescente entre os profissionais brasileiros. Trata-se de um modelo de trabalho nos quais vários profissionais trabalham num mesmo espaço para uma mesma empresa ou não.

É muito utilizado por profissionais autônomos que muitas das vezes não gostam da solidão de trabalhar em casa e preferem o espírito do escritório e dos recursos que esse espaço oferece para desempenhar seu trabalho.

Sou programador. Como o coworking pode me ajudar?

Há muitos programadores freelancers espalhados por aí que são solicitados por organizações para auxiliar em seus projetos. Só que todas elas possuem um olhar em comum: visam economizar nos custos na contratação. Num coworking, o programador e a empresa podem obter vantagens por meio dessa terceirização de serviço e ainda aumentar a visibilidade de ambos.

A principal vantagem se encontra nas parcerias. Num coworking, o programador pode encontrar outros profissionais da sua área trabalhando com empresas diferentes, projetos diferentes e modelos diferentes, mas num mesmo objetivo. Dessa forma, ele pode formar alianças para transformar trabalhos em grandes negócios. Esse contato direto tanto com clientes como com os profissionais garante um networking mais forte e amplo para quaisquer eventualidades.

Outro detalhe é a quantidade de serviços ofertados. Por ser uma tendência contínua, o programador pode ter acesso a vários pedidos que clientes solicitam pelo coworking porque eles sabem que lá existem profissionais capazes de ajudar em seus trabalhos. Dessa maneira, o portfólio aumenta, há maiores chances de se especializar num trabalho específico e ainda expandir sua rede de projetos.

Além dessas vantagens, há o suporte do escritório para realizar suas atividades. Fazer um trabalho em casa pode ser algo tedioso e não garante uma produtividade tão significativa do que se for feita num ambiente corporativo. Salas com internet, segurança, design corporativo, equipamentos de qualidade e até fornecimento de serviços bilíngues são alguns dos benefícios que um programador pode ter quando trabalha num coworking.

Por meio desses atrativos, o programador pode impulsionar seu trabalho e até desenvolver hábitos empreendedores para criar seu próprio negócio. Tudo depende do preparo e da vontade do programador ou desenvolvedor buscar essas alternativas para evoluir seu serviço.

À medida que os escritórios de coworking crescem no Brasil, mais alternativas eficazes surgem para ajudar esses profissionais a serem mais vistos pelo mercado e assim garantir maior credibilidade e confiança pelos clientes.

About the author

Junior Mascarenhas

Empreendedor, Administrador de Sistemas, Programador e Especialista em Virtualização.

Adicionar cometário